#Big Data – “é a informação, estúpido!”

Quando começamos a estudar Big Data, descobrimos muitos conceitos, muitas explicações e, de fato, conseguimos entender o que é o Big Data. Mas, por analisarmos esse conceito sob o ponto de vista da Comunicação, às vezes fica complicado visualizar e entender a aplicação disso que já vem sendo considerado o primeiro passo de uma nova era na vida do homem. Kenneth Cukier, no TED Talk que motivou esse post, ilustra muito bem a aplicação e a importância do Big Data na vida humana hoje e nos próximos anos.

Big Data e a torta de maçã
Começa com um exemplo muito interessante. Por anos, a torta de maçã foi a campeã de vendas no mercado americano. Até lançarem versões menores, porções individuais, com sabores diferentes. As vendas da torta de maçã maior, caíram drasticamente. Mas o que aconteceu? Descobriram que a torta de maçã era na verdade a segunda preferida de todo mundo. Como as tortas que vendiam antes eram grandes, os consumidores tinham quem comprar um sabor que agradasse a família toda. Com o lançamento de pedaços individuais, cada um pode comprar seu sabor favorito. Esse tipo de constatação é possível graças ao Big Data.

Cukier ainda exemplifica como sensores poderiam ajudar a criar produtos e objetos cada vez mais eficientes e seguras. Sensores nos bancos de carros, por exemplo, poderiam reconhecer o condutor e ligar somente se um motorista autorizado estivesse sentado no veículo. Sensores de trânsito poderiam ajudar a evitar acidentes, etc.

Ele continua falando sobre um assunto que pode e recebe muita ajuda de Big Data: a inteligência artificial. Dentre vários exemplos, Cukier cita o caso de um computador que através da análise de dados aprende a reconhecer células cancerígenas em amostras de tecido. O computador reconhece 12 indicadores de células cancerígenas. Até aí ok. O problema é que a medicina só reconhecia 9. O computador, alimentado com dados fornecidos pelo homem, ultrapassou o próprio em conhecimento. A máquina percebeu coisas que os próprios pesquisadores não percebiam. E é isso que é fascinante e assustador ao mesmo tempo. Até que ponto esse tipo de manipulação de dados pode ser saudável? Devemos usar essas informações e não nos tornar escravos dela. O computador pode nos dar 99,99% de certeza, mas o 0,01% ainda existe.

Tecnologia x informação
O último ponto abordado por Cukier nos lembra da revolução industrial. Muitos postos de trabalho foram eliminados e essas pessoas foram sendo realocadas para outras áreas. Precisamos lembrar porém, que muitas profissões deixaram de existir. Isso acontecerá também com o uso de Big Data e devemos nos preparar para isso.

A tecnologia da informação finalmente deixou de focar na tecnologia e mudou o enfoque para a informação. O homem não mais apenas utiliza os dados que coleta, mas também pode aprender com eles e aplicá-los no dia a dia em tempo real. Não se trata dos aparelhos disponíveis para o homem hoje em dia, mas da utilização e apuração dos dados criados por meio desses recursos tecnológicos. Bem vindos à Era do Big Data.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s