#SomosTodosMaju e polêmicas na internet

Em um post sobre a previsão do tempo de quinta feira (2) no perfil do Jornal Nacional no Facebook, a jornalista e apresentadora da previsão do tempo Maria Júlia Coutinho, mais conhecida como Maju, foi alvo de injúrias raciais em alguns comentários desta publicação. Os comentários agressivos foram relacionados à escravidão, piadas e trocadilhos racistas, entre outros insultos.

Ofensas

Na sexta feira (3) durante o jornal a jornalista, já ciente da repercussão, agradeceu ao apoio e às mensagens de carinho, segundo ela, recebeu milhares de e-mails e mensagens.

De forma bem-humorada, Maju comenta sobre o caso no Jornal Nacional na sexta feira.

“Estava todo mundo preocupado, muita gente imaginou que eu estaria chorando pelos corredores, mas na verdade é o seguinte gente, eu já lido com essa questão do preconceito desde que eu me entendo por gente. Claro que eu fico muito indignada, fico triste com isso, mas eu não esmoreço, não perco o ânimo que eu acho que isso é o mais importante. Cresci em uma família muito consciente, de pais militantes, que sempre me orientaram. Eu sei dos meus direitos (…)”

Por fim completa “Os preconceituosos ladram, mas a caravana passa”.

A mobilização na internet foi imediata, a hashtag #SomosTodosMaju, criada pelos usuários da rede, chegou no topo dos trending topics, que são os tópicos mais comentados do Twitter na sexta-feira (3).

####

tag

Aderindo a tag criada, a equipe de jornalistas do Jornal Nacional publicou um vídeo no Facebook no qual William Bonner e Renata Vasconcelos aparecem em primeiro plano e a equipe de jornalistas ao fundo e juntos leem a hashtag #SomosTodosMaju.

As investigações e medidas legais acerca das ofensas à jornalista foram solicitadas, abertas, as denúncias são de injúria e racismo e terão os prints dos comentários nas páginas das redes sociais como provas.

O Ministério público do Rio de Janeiro e de São Paulo pediu a investigação das ofensas. No Rio a Coordenadoria de Direitos Humanos, Promotoria de Investigação Penal e a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) irão acompanhar o caso.

Paralelo às discussões sobre o apoio as tags, há especulações de que páginas racistas ou organizações programaram e convocaram perfis falsos para fazer os comentários ofensivos considerando o curto espaço de tempo entre os comentários. Outra discussão que se apresentou foi a questão racial tratada na Globo. Alguns usuários, nos comentários, mencionaram o número notável e reduzido de apresentadores, jornalistas negros na emissora. Fizeram também comentários sobre os papéis do negro ou negra nas novelas retratados repetidamente como empregadas, motoristas e personagens secundários.

Um tema que veio em certa oposição à hashtag #SomosTodosMaju foi o “Eu não sou Maju”. A crítica seria que é fácil “tomar as dores” da Maju que é bem sucedida no que faz, porém segundo essas pessoas “que não são a Maju” é preciso lembrar dos vários anônimos que sofrem preconceito, das várias pessoas que a elas são negados direitos e que ainda sim ninguém abraça a causa deles.

Neste mesmo sentido, recentemente, a atriz Letícia Sabatella se viu no meio de um caso de preconceito. Pouco depois de ter conversado com 4 jovens no bairro da Gávea, área nobre do Rio, ela os viu serem escoltados por policiais. Os policiais escoltavam os jovens para a região da Rocinha sob suposta denúncia. A atriz após entender a situação assinou um termo de responsabilidade para liberar os jovens. A questão que ela percebeu e levantou foi a de que os jovens possuem o mesmo direito de andar no bairro ou aonde quiserem como qualquer pessoa, além da marginalização e opressão a que esses jovens são expostos.

Vale lembrar que a discriminação e o preconceito de raça são crimes inafiançáveis com pena de dois a cinco anos de reclusão de acordo com o artigo primeiro da Lei nº 7.716.

Referências:

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/07/maju-comenta-apoio-preconceituosos-ladram-mas-caravana-passa.html

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/07/maria-julia-coutinho-maju-e-vitima-de-racismo-no-facebook.html

http://f5.folha.uol.com.br/televisao/2015/07/1651301-maju-coutinho-do-jornal-nacional-e-vitima-de-racismo-nas-redes-sociais-comentarios-causam-revolta.shtml

https://www.youtube.com/watch?v=JHtP-OZ8yY0

http://www.geledes.org.br/somos-rodos-maju/

http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/07/leticia-sabatella-defende-adolescentes-de-escolta-policial-no-rj/

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7716.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s