O Padre é Pop!

Se tem uma figura de autoridade dentro das comunidades católicas espalhadas por esse mundo, é o padre. Sempre visto com muito respeito por seus fiéis, o representante de Deus na Terra é aquele com uma imagem de pessoa santa, que está sempre a rezar e que vive somente dentro das Igrejas.

Segundo o site Universo Católico, “cabe ao padre orientar o povo. A função do padre é ouvir, reunir e orientar as famílias, atender os doentes, administrar os sacramentos, transmitir a Palavra”.

Aos poucos, esse padrão mais tradicional tem mudado e aqui no Brasil nós vemos muito disso: os sacerdotes estão saindo das igrejas e ampliando suas áreas de atuação. Eles criam um contato maior com os fiéis lançando CD’s, livros e em programas das emissoras dedicados a esse público.

O padre Marcelo Rossi que ergue as mãos e dá glória a Deus é um bom exemplo disso: celebra suas missas na TV aberta e tem vários CD’s e livros lançados ao longo de sua vida/carreira/sacerdócio. Em 1998, o Padre Marcelo Rossi lançou seu primeiro disco (Músicas Para Louvar ao Senhor, pela gravadora Universal Music) e virou uma celebridade católica, arrastando multidões nos seus shows e vendendo milhões de discos. Outro exemplo de padre cantor é o Padre Zezinho, considerado o pioneiro deste seguimento.

Porém, um fator que está aí para mudar nossas relações com o outro é a internet e a popularização das redes sociais. Hoje em dia, praticamente todo mundo tem um perfil: empresas, artistas, cachorro (Estopinha), gato (Grumpy Cat), papagaio e, nós, os terráqueos (como o crush da internet personagem desse post adora dizer). E isso tem os dedinhos da Cibercultura, colocando um mundo inteiro de pessoas conectadas e expressando suas opiniões independente de profissão, idade, sexo, etc. Além de, é claro, criar um ambiente que estimula as trocas culturais.

giphy

E enfim, chegamos ao motivo desse post: o Padre Fábio de Melo!

giphy

Ele teve reconhecimento nacional em 2008, com o lançamento do CD “Vida”, pela gravadora Som Livre, que o levou a fazer diversas participações em programas da TV aberta e a partir daí sua carreira como padre cantor e celebridade católica deslanchou.

Mas o assunto é o seguinte: Fábio de Melo se tornou o queridinho das redes sociais. E o por quê? Porque ele é gente como a gente, odeia acordar cedo e quebra todos os estereótipos de padre criado em nossas cabeças (aquele metódico, tradicional, senhor de cabelos brancos e que nem sabe ao certo o que é internet, sabe? Pois é).

1

Ele tem conta no Instagram (764 mil seguidores),  página no Facebook (5.962.608 curtidas), mas o que está rendendo comentários são seus perfis no Twitter (1,7 milhão de seguidores) e no Snapchat (fabiodemelo3). Nessas duas redes, ele expõe sua opinião sobre diversos assuntos, tira dúvidas dos correligionários (outra forma que ele usa para chamar seus seguidores) e fala de sua exaustão seu dia a dia.

Por ser um padre nada estereotipado (senhorzinho, que está o tempo todo na igreja, com uma imagem mais séria), ele tem chamado à atenção e ganhou muitos MUITOS seguidores nas últimas semanas. Sua maneira diferente e bem humorada para tratar dos infortúnios básicos da vida é uma diversão. E não vá achando que por isso ele deixa sua fé de lado.

2

Ele é figurinha repetida na página Ajudar o povo de humanas a fazer miçangas, gerando inúmeros memes com suas frases épicas no twitter.

3

No Snapchat, ele mal chegou e já é sensação! No mês passado, o que bombou foi a sua já conhecida opinião (8:48-10:03) sobre o livro de Antoine de Saint-Exupéry, “O Pequeno Príncipe”. Nos vários vídeos feitos, ele disse o seguinte: “Por falar em Pequeno Príncipe, que molequinho chato. As pessoas mais pegajosas que eu encontrei na minha vida, adoravam as frases do Pequeno Príncipe […] São aquelas pessoas vampiras emocionais que tem duas presas nos olhos, e para justificar o desequilíbrio emocional, elas grudam os olhos em você e falam: ‘tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas’. Eu até acredito que a gente se torna responsável pelo outro, mas não para virar um peso morto na vida do outro. Eu colocaria na capa do livro do Pequeno Príncipe: ‘aprecie com moderação”. (Há quem diga que algumas Delegadas Francisquinhas não gostaram muito desse comentário).

(a partir do 4:04)

Ele fala sobre diversos assuntos no Snap e com o acontecimento do Oscar, no dia 28/02, não foi diferente! Ele esperou ansiosamente para ver se “o garotinho do Titanic” iria ganhar ou não a tão desejada estatueta.

 

No último sábado, Fábio de Melo falou sobre sua forma divertida nas redes sociais. Ele diz que é assim na intimidade, com seus amigos e que fica muito feliz de saber que o humor respeitoso aproxima ele (e consequentemente uma ‘figura religiosa’) dos jovens e de pessoas que talvez nunca parariam para ouvi-lo.

(a partir 0:39)

O Buzzfeed e suas listas maravilhosas não deixaram Fábio de Melo de fora de sua pauta. Existem várias (várias mesmo) listas sobre ele e esta aqui é apenas uma delas.

Untitled-1

Outra história envolvendo o Padre Fábio que viralizou no final do ano passado foi o seu encontro com a travesti Luana Muniz, onde ele deu uma lição de respeito. Luana alimenta e recolhe pessoas necessitadas da região da Lapa, no Rio de janeiro, e quando soube da história de vida dela, o padre disse que é uma tapa na cara da gente!”. Neste vídeo ele conta a história na íntegra (a partir 7:00-15:26).

4

Esses elementos todos, toda essa audiência e o alcance do padre e suas interações, têm uma pitada de Cibercultura: a liberação do pólo de emissão, que nada mais é do que a  possibilidade de “qualquer pessoa” ser capaz de produzir e emitir seu próprio conteúdo.

Quem estava acostumado a ser apenas receptor há algum tempo atrás, quando apenas as grandes empresas de comunicação de massa detinham este controle,  hoje é capaz de criar e compartilhar conteúdos instantaneamente de onde estiver. Basta ter um smartphone para produzir conteúdo e disseminar na internet.

O Snapchat do Padre Fábio de Melo é um dos mais populares atualmente. Famosos e globais interagem e divulgam seu perfil diariamente. No último domingo (06/02), o sucesso do religioso nas redes sociais foi matéria no Fantástico.

Com tudo isso, conseguimos provar uma coisa: que o papa é pop todos nós já sabíamos, mas o padre é uma divertida novidade!

P.s.1: Aproveita e vai correndo adicionar ele no Snap!

4

P.s.2: Vamos tentar ajuda-lo nesse mistério!

5

Fontes:

 

Arte da capa por Luciano Oliveira.

Anúncios

Um comentário sobre “O Padre é Pop!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s