As maravilhas do Branded Content

Hoje em dia é quase inevitável não sermos atingidos por alguma propaganda: seja um comercial na televisão, um outdoor perto da padaria, aquele tênis que você procurou na internet e que depois fica te perseguindo aparecendo na sua timeline do facebook ou um simples panfletinho de promoções do mercado.

Mas essa coisa de só mostrar venda/compra, cansa e muito. Chega um momento em que não é mais interessante para o consumidor ver uma marca dizendo “Ei, olha que produto lindo que eu tenho! Vem comprar ele que sua vida vai ser outra.”. O cliente tem buscado por marcas que pulsam, que levam o indivíduo a uma experiência que outra empresa do mesmo segmento não faz.

E é aí que o marketing faz a festa com o branded content!

giphy

Branded content é mais fácil do que seu nome aparenta. No site Marketing de Conteúdo nós encontramos que “Branded Content nada mais é do que a criação de conteúdo de qualidade que esteja relacionado com o universo do qual a sua organização faz parte e seja relevante para o seu público-alvo. A estratégia por trás disso é parar de interromper o consumidor com anúncios e mensagens forçadas, oferecendo apenas informações que são de interesse dele, no momento em que ele achar mais conveniente”.

Ou seja, as marcas produzem conteúdos que vão além de seus produtos e que fazem parte de tudo que a organização vivencia. É nessa hora que as empresas trazem sua essência, seus valores e o que elas acreditam, conquistando os consumidores por empatia e não por “propaganda forçada”. Toda essa mudança no comportamento das marcas está envolvida com o momento que o foco deixa de ser o produto para atender às necessidades do consumidor.

Essa ferramenta do marketing é muito utilizada no meio digital, mas, é claro, não é uma regra. Assim como o uso dos outros artifícios do marketing, para ter maior aproveitamento do branded content é preciso encontrar o melhor caminho para atingir o seu público e o que ele deseja ver.

No vídeo a seguir, temos uma breve explicação de como é o branded content.

Tudo bem, agora o conceito já foi trabalhado. Vamos aos exemplos?

Red Bull é quem abre alas aqui! Se analisarmos direitinho nossas gavetinhas cerebrais, vamos perceber que lembramos de poucos comercias recentes da marca. E é uma realidade. A Red Bull tem investido cada vez menos em publicidade tradicional e aplicando mais no marketing de conteúdo, tanto que, para eventos de acrobacias aéreas, tem uma equipe chamada Red Bull Air Race.

Um dos cases de branded content de maior sucesso dos últimos tempos, arrisco dizer, é o Red Bull Stratos. Realizado em 2012, Felix Baumgartner atirou-se em queda livre de um lugar muito alto da estratosfera. O esportista se preparou por cinco anos, e foi um projeto pensado e executado com o auxílio de um grupo de cientistas. Tudo que envolvia o salto foi feito por essa galera: a cápsula, a roupa, o balão, o capacete, um sistema legal pra capturar e transmitir tudo isso ao vivo…

Com esse evento, como pode ser chamado, a Red Bull queria quebrar recordes. E quebrou! Felix foi a primeira pessoa a romper a barreira do som em queda livre; foi o salto mais alto de todos os tempos, cerca de 39 mil metros; a transmissão ao vivo do salto teve o maior número de visualizações simultâneas, chegando em 8 milhões de views no seu pico. E estes foram só alguns dos recordes.

O mais incrível desse case é que o “ator principal” não foi o salto e sim o conteúdo gerado por ele. Todo o processo, do desenvolvimento (que durou alguns anos) até o burburinho depois do evento, gerou uma enorme quantidade de conteúdo para a marca, envolvendo o consumidor de uma forma nova, com um tema atraente para seu público alvo e não a clareza de “compre nosso energético, porque é bom demais”.

Aqui temos um vídeo que explica mais um pouquinho de como a Red Bull usa o branded content em suas estratégias:

 

Outra marca que tem tratado com um carinho enorme essa ferramenta é a Dove. Temos que confessar, a danada tem emocionado constantemente com suas últimas campanhas, trabalhando a autoestima e o empoderamento feminino.

Começando por Love Your Curls. Pura emoção. Primeiro, porque é um vídeo lindo e segundo, porque em algum momento da vida você deve ter se deparado com alguém que teve/tem opiniões como as daquelas garotinhas. De forma suave, alegre e contagiante, a Dove mostra a todas elas que são lindas como são, “perfect this way”.

Uma campanha que também mexeu com o sentimento de muitas pessoas foi a Retratos da Real Beleza, onde mulheres fizeram o relato para os próprios retratos-falado. Logo depois desconhecidos descreviam essas mulheres. O resultado foi que elas se cobravam muito sobre a própria aparência e acabavam vendo apenas coisas ruins, que, em sua maioria, nem existiam. Já os desconhecidos destacavam seus olhos, seus sorrisos, o jeito como falavam…

E com isso a Dove ganha mais uma estrelinha dourada. A reação das participantes foi incrível e a identificação do público com a história aconteceu!

 

Outra marca que curte a ideia do branded content é a Heineken. Não é a toa que tinha uma tirolesa da marca no Rock in Rio. Uma aventura incrível para os participantes, sobrevoando por 205 metros de travessia a multidão que acompanhou os shows. E o momento ainda era registrado numa foto que poderia ser postada imediatamente nas redes sociais.

img_5220
fonte: cidaderio.com

 

Esses são apenas alguns exemplos de como o branded content trabalha primeiro a emoção (não o choro, para não haver confusão) para despertar o desejo no produto. Essa ferramenta pode ser usada de outras maneiras também, não só vídeo. Podem ser e-books, gráficos, fotos, e todas as outras formas de gerar um conteúdo de interesse que tenha relação com as empresas.

O conteúdo gerado que atrai o consumidor acaba criando um vínculo mais próximo com a marca, causado pela identificação com a história apresentada, o gosto por tal tema abordado e etc.

O branded content é uma ferramenta incrível que, quando bem utilizada, leva a marca a um enorme sucesso. Se tudo caminha de acordo com o espírito e a identidade de sua empresa, pode ser um ótimo momento de conquistar a amizade de seus consumidores. Seria seu sonho?

Fontes:

Blog Marketing de Conteúdo

Red Bull e o branded content

Heineken no rock in Rio

Blog Implantando Marketing

Revista Exame

Arte da capa: Luciano Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s