Mr Robot e o outro lado da internet.

Se você é como nós aqui do NCD, é bem provável que seja um louco fissurado por seriados. O que me faz acreditar que já conheça todos eles, incluindo Mr Robot. Caso você seja um novato nesse mundo de “só mais um episódio” e maratonas, deixa que eu te apresento essa maravilha do entretenimento.

Esse é um programa criado por Chad Halminton, Sam Esmail e Steve Golin – também criador de True Detective – que teve sua estréia piloto no dia 27 de maio de 2015 em vários servidores online, para só no dia 24 de junho passar a ser exibida pelo canal a cabo USA Network. OK, mas qual é a história da série?

giphy

Mr Robot é situada em Nova York e conta a história de Elliot (Raimi Malek), um introvertido e antissocial programador que trabalha em uma empresa de cyber segurança. Como tem dificuldades em se relacionar, uma forma que encontra de se conectar com as pessoas à sua volta é hackeando suas vidas online e tentando, dependendo de seu julgamento, ajudá-las ou prejudicá-las no mundo real.

A grande reviravolta acontece quando Elliot é abordado por um misterioso homem que o convida a participar de um grupo clandestino – e anárquico – de hackers, chamado fsociety. Esse grupo tem como seu principal objetivo destruir todas as empresas que ele tem de proteger em seu trabalho.

WSJS1Bz

Essa é uma série com um enredo cheio de nuances, que tem como objetivo – além de te divertir – te fazer pensar. Podemos entender o personagem principal como uma representação do que se tornou o ser humano na pós modernidade:  pessoas cheias de ansiedade social, devido a grande quantidade de informações jogadas para nós sem nenhum tempo para que possamos processá-las e aplicá-las de forma funcional em nossas vidas.

O mais interessante, como mostra o programa, é que as pessoas procuram refúgio de suas mentes perturbadas no próprio causador da inquietação: a internet. Na trama, Elliot tem um vício em morfina, que pode ser interpretado como a dependência que as pessoas têm na internet. Usada de forma correta, a web pode nos trazer diversos benefícios, porém, quando se perde o controle, ela passa a chefiar todas as ações de sua vida, assim como a droga usada pelo personagem.

giphy (2)

O drama também aproveita para criticar a falsa sensação de liberdade que temos dentro da internet. Aqui no Brasil – no dia 23 de abril de 2014 – foi sancionada uma lei que ficou conhecida como Marco Civil da Internet, que tem como principal função garantir uma convivência democrática no mundo digital. Mas até que ponto essa lei se aplica? Será mesmo que a internet é um lugar livre para sermos quem realmente somos ou estamos sendo controlados e vigiados a todo instante? Assista ao documentário Terms and Conditions May Apply e tire suas próprias conclusões.

Uma série que dialoga tão diretamente com o mundo da internet e redes sociais não tinha outro caminho se não o sucesso. Cheia de mistério e personagens que te cativam desde o início, não é de se estranhar que o programa confirmou sua segunda temporada – com dez episódios – e teve sua estréia no dia 13 de julho desse ano.

Em um show onde a primeira temporada era cheia de críticas ao controle que as grandes corporações exercem sobre a internet, seu marketing de divulgação para a segunda não poderia ser uma coisa meia boca que qualquer série por aí faz, né?

Os criadores tiveram uma ideia super original. Além dos teasers já tipicamente divulgados, algo não muito comum aconteceu. O primeiro episódio da segunda temporada, foi veiculado no dia 13 de julho, apareceu em um lugar não muito comum: as redes sociais. Durante uma Live no Facebook com os criadores do programa, tivemos a primeira exibição do piloto. Logo em seguida, foi postado no perfil de twitter oficial da série – @WhoisMrRobot – sem contar como no próprio canal de YouTube do programa.

Claramente, eles não deixariam o programa piloto no ar por muito tempo e, junto do episódio, vinha um recado avisando que em um dado momento ele seria deletado. Porém, o tempo em que ficou disponível, possibilitou que vários sites copiassem e exibissem gratuitamente online. Com essa jogada genial, os criadores fizeram um paralelo entre o mundo fictício da série e o mundo em que vivemos, quebrando um padrão e permitindo que a série fosse, podemos dizer, hackeada e pirateada, trazendo a essência de Mr Robot para a realidade.

Então, você que ainda não viu essa maravilhava, pare de perder seu tempo e corra para assistir A-G-O-R-A! E você, meu amigo, que já é tão viciado nessa série, nós aqui do NCD temos uma pergunta: o que você faria se estivesse no lugar do Elliot e fosse chamado para participar do fsociety? Nós não saberíamos o que dizer, apenas sentir. ❤

Texto: Lívia Reim.
Capa: Felippe Ferreira.

 

            

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s