O marketing do futuro

Todo já passamos por aquela dúvida: será que compro esse ou aquele?

Um usuário do Twitter se encontrou nessa mesma situação após sua televisão da Samsung queimar. Então ele se viu no papel de decidir qual marca de televisor deveria adquirir. Mas ao invés de fazer um viagem chata e entediante à loja, ele teve uma ideia que iria agitar a twittersfera. Uma batalha de rimas entre as empresas LG e Sony!

As regras eram simples: a empresa que conseguisse criar a melhor rima ganharia a batalha e o cliente junto. Sendo assim, ele convocou as duas marcas e lançou  o desafio. A primeira a se pronunciar foi a Sony Brasil (@sonybrasil), mas a LG (@LGdobrasil) não deixou barato e logo em seguida fez sua rima em resposta.

xwzy0an-imgur

Não é nem preciso dizer que brincadeira viralizou pela internet. É sempre divertido ver empresas, antes entendidas como sérias e tradicionais, entrarem na brincadeira. Mas por que essas empresas tão tradicionais agora estão fazendo batalhas de rima? Muito bem, caro leitor, nós aqui do NCD temos a explicação para a sua dúvida: e ela se chama Marketing de Conteúdo.  O objetivo não é convencer, e sim criar um dialogo genuíno entre o consumidor e a empresa, gerando um conteúdo relevante e que acrescente algo para o público. De acordo com (TORRES, 2009) marketing de conteúdo é:

(…) o uso do conteúdo em volume e qualidade suficientes para permitir que o consumidor encontre, goste e se relacione com uma marca, empresa ou produto. Não se trata de ‘disfarçar’ seu catálogo de produtos ou criar uma mensagem subliminar para o consumidor dentro de um texto. Trata-se de aproveitar a dinâmica já criada na Internet, entre consumidores e ferramenta de busca, e utilizar a seu favor. A ideia é gerar conteúdo genuíno, útil e relevante para o consumidor, isento de interferência comercial. (TORRES, 2009, p.87).

Marketing de Conteúdo é uma forma de engajar o público com sua marca. Como o próprio nome diz, não é preciso seguir a velha formula da publicidade – como campanhas e comercias televisionados – para se criar esse conteúdo. Pode ser feito qualquer tipo de coisa: como textos para blogs, vídeos para o Facebook ou até mesmo batalhas de rima no Twitter!

Uma empresa que já tem uma certa experiência com esse tipo de marketing (e nós amamos) é a Netflix <3. Para a divulgação da segunda temporada da série Narcos – que conta a história de um dos maiores traficantes de droga do mundo, Pablo Escobar – o site pagou à alguns jornais e revistas pelo espaço de capa. Nesse espaço, a empresa colocou reportagens sobre a fuga do traficante, assim como aconteceu em 1992. Alguns jornais entraram na brincadeira e resolveram usar as mesmas reportagens que usaram na época em que o fato ocorreu! Outra ação super legal que fizeram foi colocar o ator Wagner Moura, que interpreta o traficante Pablo Escobar, para traduzir algumas das expressões usadas na série.

imagem061.jpg

Mas essa não foi a primeira vez que a empresa fez essa brincadeira. Com o intuito de anunciar a quarta temporada do seriado House of Cards,  aqui em nossas terras tropicais, o streaming também comprou os espaços de capa de algumas revistas para anunciar – spoiler para vocês – a candidatura à presidência do personagem Frank Underwood. Além desses, existem vários outros exemplos como o marketing de divulgação do filme Deadpool, no qual várias estratégias online – clickbaits, Q&A’s (quando os fãs mandam perguntas que são respondidas), entre vários outros –  foram criadas para envolver não apenas os fãs das HQ´s, mas todo o público da internet, nesse mundo do anti-herói.  

Como podemos perceber, nenhuma das ações envolveu um comercial ou um outdoor como acontecia há alguns anos. Tudo foi criado com o objetivo não apenas de divulgar algum produto e ideia, mas também de fazer uma publicidade que entretenha aqueles que a consomem. Esse é o verdadeiro objetivo do Marketing de Conteúdo: criar algo com significado para o público, tornando a experiência de consumir muito mais prazerosa e interessante.

giphy-3

Uma vez que podemos entender tudo o que nos cerca como comunicação, o mercado que trabalha com ela deve estar sempre em evolução. Deve sempre acompanhar as mudanças sociais e tecnológicas no mundo, já que é um setor em que é preciso constantemente conquistar seus consumidores.  O Marketing de Conteúdo é uma forma dinâmica de se comunicar com as pessoas, permitindo que elas não sejam apenas um receptor da mensagem, mas que possam fazer parte dessa troca de informações.

E vocês, o que acham dessa novo jeito de fazer publicidade? Nos conte nos comentários!

 

 

 

Fontes:

As estratégias de marketing digital utilizadas na campanha de divulgação do filme Deadpool.
B9 : Netflix usa capa de jornais para divulgar nova temporada de “Narcos”
B9 : Aprenda espanhol com Pablo Escobar
B9 : Candidatura de Frank Underwood

Texto: Lívia Reim
Capa: Amanda Pacheco

 

      

Anúncios

4 comentários sobre “O marketing do futuro

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s