Jornada de Compra: Foque no cliente!

Aterrissamos anteontem em Florianópolis, no RD SUMMIT 2017.

Sobre o evento, precisamos falar de estrutura, ativações  e uma palavrinha que vem definido bem  toda a nossa experiência até aqui, CONVENIÊNCIA. Mas esses são assunto para outros posts.

Para este, temos como foco a palestra da Débora Brauhardt, que fala de “como construir uma jornada de compra centrada  VERDADEIRAMENTE no cliente.”

A palestrante apresentou a jornada de compra em 4 etapas:
1) Aprendizado e descoberta –  seu público ainda não sabe que tem um problema;
2) Reconhecimento do problema  – entende que tem um problema a ser resolvido;
3) Consideração da Solução – começa a procura por soluções;
4) Decisão de compra – está disposto a ouvir e comprar;

Todas essas etapas têm em comum uma coisa: devem ser EMPÁTICAS.  Para resultados eficazes, deve-se pensar a jornada de compra considerando como centro desse processo o consumidor. Gerar conteúdos e traçar estratégias focados no cliente. IMPORTANTE: Cada etapa deve ter um plano de ação específico, pois o cliente e suas necessidades se comportam de maneira singular em cada uma delas.

Imagem1.png

Para ajudar na construção de uma jornada de compra focada no cliente, Débora, apresentou 3 ferramentas simples e bastante eficazes:

1) Mapa da Empatia: É um mapa visual que ajuda a entender a fundo o seu consumidor, partindo de singularidades como “o que ele ouve, fala” etc…  É um método simples com etapas extremamente necessárias para o entendimento do perfil com quem você comunica. É dai que conseguimos  ter mais claro “quem” e “como” queremos atingir o público. Evitando respostas como “meu produto é para todo tipo de pessoa”

#DICA: Procure um modelo no google, imprima e responda em equipe todas os campos do mapa da empatia.

2) Cocriação: Permita que todos as pessoas envolvidas no processo do seu negócio participem das etapas de criação (do cliente ao fornecedor). Assim é possível  entender de forma holística cada âmbito do seu mercado e alcançar insights diferenciados. Resumindo, envolva todos os envolvidos!

3) Um dia na vida: Viva a experiência do público que almeja atingir (literalmente).  Vivencie as situações que são acometidas a ele, para alcançar o estágio mais sensível da empatia. Assim, conversar com esse público será muito mais fácil.

Esses processos são contínuos e mutáveis, devem testados, mensurados e, consequentemente, alterados. Entretanto tenha considere sempre a máxima: foco no consumidor.

Até breve.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s